12 maio 2018

[RESENHA] Um beijo á meia noite



 Autor(a):Eloisa James
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 317
Ano de lançamento:2017

Sinopse: Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo.
Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo.
Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo.
Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

Eai gente,tudo bem? Depois de muito tempo sem dar as caras,eis-me aqui com uma resenha fresquinho, o escolhido é um beijo á meia noite da autora Eloisa James, o livro é aqueles romances de época  do jeito que muitos gostam.
  Um beijo a meia noite não foi um livro que me conquistou logo de cara, talvez pelo receio de que o plano de uma meia-irmã se passar pela outra desse errado, mas passado esse medo consegui aproveitar muito bem  a leitura, principalmente pelos momentos e diálogos engraçados, a autora soube aproveitar muito bem isso e há também as situações que faz a imaginar " O que será que isso resultar?
A única coisa que podia fazer era rezar para que a noiva escolhida por Augustus – provavelmente uma pessoa muito religiosa, cheia de pelos no rosto e tão virtuosa quanto virginal – tivesse fibra suficiente para tomar conta do castelo. Só assim poderia partir para Cartago.
Obviamente a história se utiliza da maioria dos clichês de romances de época, mocinho atraente, relacionamento quase impossível de acontecer e situações divertidas e por ai vai, mas isso não diminui a qualidade da história, pois foi tudo muito bem utilizado. Os personagens não são tão românticos como poderiam ser, Gabriel é um bom homem, mas não nega que só se casará com sua noiva por causa do dinheiro para manter o Castelo que possui, Kate não é uma mocinha das mais inocentes, e em relação aos personagens secundários eles são bem construídos e divertidissimos. 
"- Eu odeio o amor - disse Kate, com convicção.- Pois eu não odeio. Porque é melhor viver uma paixão, Kate, conhecer um homem e amá-lo, mesmo que ele não possa ser seu, do que nunca amar."

  Um ponto que eu não podia deixar de fora dessa resenha foi o fato da autora mesclar elementos  do conto de fada de a Cinderela com um romance de época adulto, a madrasta malvada, a fada madrinha ( sem varinha) sapatinho de cristal e assim por diante, sem dúvida isso deu um bom tom a narrativa.
À meia-noite, Kate tentava convencer a si mesma de que Gabriel era um cavalheiro. Um príncipe.Naturalmente, não se esgueiraria pelos corredores da casa de Henry como se fosse de fato um vigário safado

  Um beijo á meia noite é um livro que tem tudo para agradar os amantes dos romances de época. 

8 comentários:

  1. Eu adoro essas releituras de contos de fadas, e esse parece ser bem gostosinho de ler, mesmo sendo clichê e a gente sabendo o final, eu amo. adorei a resenha. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Não é nenhum segredo que meu conto de fadas favorito é Cinderela. Já tem bastante tempo que esse livro está na minha lista, mas por algum motivo eu já tinha até me esquecido, acho que fiquei empolgada com tantos lançamentos rsrs, mas vou colocar na minha lista. Amo esses clichês e o melhor é que mistura romances de época com contos de fadas.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Não sou muito fã de releituras, já tentei diversas vezes mas sempre algo me trava.. pode ser que em um futuro mais próximo eu mude minha cabeça. Por mais que a Eloisa James seja maravilhosa como vejo em algumas resenhas, eu ainda não consegui pegar nenhum dos livros dela lançados pela Editora Arqueiro mesmo achando as capas incríveis. Dessa vez deixarei a dica passar!

    bjs
    Blog Tell Me a Book

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Nunca li contos de fadas (estou começando agora) tudo que sei sobre eles são pela TV, pessoas que contam por aí... Gostava muito de romances de época e faz tempo que não leio nenhum, eu gosto de releituras sempre traz um novo "olhar".
    Vou salvar, pois parece ser uma leitura bem prazerosa! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oii!
    Amoooo romances de época e fiquei bem animada com sua resenha! Quero muito ler algo dessa autora, já que seus livros tem sido bem recomendados! E adoro releituras de contos de fadas então, acho que vou amar! Ótima resenha ♥

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu já li esse livro e apesar de não ter sido melhor que o outro da autora (Quando a bela domou a fera) foi uma leitura que me lembro de ter gostado bastante, ainda mais por ter esse toque de conto de fadas.

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro estes contos de fadas com novas caras. Este eu já li e gostei muito, ainda mais por ser romance de época. A capa está linda e os personagens foram bem explorados.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem Nayla?

    A Grazi lá da Saga leu este livro e adorou, curtiu a escrita da autora e só teceu elogios. Parabéns pela resenha, ficou muito boa. Gostei dessa capa, é bonita!
    Abraço!

    ResponderExcluir

imagem-fundo imagem-logo