10 janeiro 2018

[RESENHA] Suicidas



 Autor(a):Raphael Montes
Editora:Companhia das letras
Número de páginas:430
Ano de lançamento:2017
Sinopse: Um porão, nove jovens e uma Magnum 608. O que poderia ter levado universitários da elite carioca – aparentemente sem problemas – a participar de uma roleta-russa? Um ano depois do trágico evento, que terminou de forma violenta e bizarramente misteriosa, uma nova pista, até então mantida em segredo pela polícia, ilumina o nebuloso caso. Sob o comando da delegada Diana Guimarães, as mães desses jovens são reunidas para tentar entender o que realmente aconteceu, e os motivos que levaram seus filhos a cometerem suicídio. Por meio da leitura das anotações feitas por um dos suicidas durante o fatídico episódio, as mães são submersas no turbilhão de momentos que culminaram na morte de seus filhos. A reunião se dá em clima de tensão absoluta, verdades são ditas sem a falsa piedade das máscaras sociais e, sorrateiramente, algo maior começa a se revelar.

Hey leitores Inconstantes! Hoje eu vou falar um pouco sobre o livro suicidas,uma das últimas leituras do ano passado e que sinceramente valeu muito a pena,como todos os livros que já li do autor Raphael Montes,então vem conferir mais essa resenha aqui no blog!

  Suicidas é no mínimo um livro denso,começando pelo titulo,indo pela narrativa e culminando em seus acontecimentos,daqueles que você pensa “isso não pode acontecer” e simplesmente acontece,uma espécie de tapa na cara do leitor que se surpreende,se horroriza,mas se sente bastante instigado ao continuar a leitura, quando tive conhecimento do enredo, o livro já se encontrava esgotado e não pude deixar de pensar que o seu titulo e sua sinopse já entregava muito sobre a trama,mas nem tudo é o que parece e pude comprovar graças a essa edição maravilhosa relançada pela companhia de letras.

A palavra não foi feita para enfeitar, brilhar como ouro falso; a palavra foi feita para dizer.”
  Outro ponto que se percebe é a forma como o narrador analisa a natureza humana,de forma crua,quase sem sentimentos,apesar do livro ser narrado em primeira pessoa  é difícil ás vezes identificar as reais emoções do narrador,é como se ele despertasse uma desconfiança em quem está lendo,há tempo o tempo real,onde  as mães dos “suicidas” são apresentadas e como elas há um arsenal de sentimentos, culpa,dor,arrependimento,raiva e por ai vai,a gama é bem variada.

 Cometer suicídio  é como se tornar um deus por alguns segundos.Acabo de me dar conta disso
     E mesmo sem dar Spoiller,posso dizer uma coisa sobre o final,surpreendente,pelo menos foi assim pra mim,o autor se colocou ali de uma forma literal que provavelmente deixará o leitor arrebatado.
 Talvez a culpa  seja minha, talvez eu não tenha nascido para funcionar no esquema,para seguir a tendência.


   Suicidas é um livro visceral que nos revela o lado mais cru e obscuro da natureza humana de forma convincente,mas sem deixar que isso prejudique a leitura.

13 comentários:

  1. Já li algumas resenhas dessa hstória, mas confesso que não me sinto muito atraída por ele. As resenhas me trazem más recordações. Mas parabéns pela resenha, sua escrita é muito boa

    ResponderExcluir
  2. Eita que resenha empolgante, eu me sinto completamente apaixonada e interessada em ler essa obra. Diante dos assassinatos e mistério que o autor nos presentiou. ótima resenha e quero ler.
    Beijinhos da Morgs <3

    ResponderExcluir
  3. Hey, tudo bem?
    Ainda não li esse livro do autor, mas li outros que me encantaram completamente. Não tenho dúvidas que essa obra é densa e bem desenvolvida e confesso que fiquei bem curiosa para saber como é esse final literal que você falou que o autor apresenta.
    Posso dizer que anoto a dica para ontem? rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bom?
    Nunca li nada do Raphael, mas vontade não falta. Ele parece ser um ótimo escritor e já vi muitos elogios sobre suas obras. Já conhecia esse livro e tenho bastante vontade de lê-lo, principalmente após sua resenha. Realmente, parece ser uma leitura bem densa, adorei a resenha.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  5. Oi, quero muito ler algum livro do autor, mas esse não chama muito a minha atenção. Esse ano quero conhecer a escrita dele, espero que seja logo.

    ResponderExcluir
  6. Oiii Nayla

    Tenho esse livro pendente pra ler há algum tempo e esse final inesperado me anima bastante, gosto de ser surpreendida. Realmente a pinta é de ser um livro de trama densa, fico feliz em saber que apesar do tema pesado o autor não perde o encanto e prende o leitor na leitura.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Ainda não li nenhum livro do autor, principalmente pelas criticas que sempre são 8 ou 80, mas me interessei pela sinopse e achho que daria uma chance a ele!

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente ainda não li nada do autor e olha que estou louca para conhecer a escrita dele. Adoro este tipo de livro onde a história mostra nossa natureza sem dosar nada.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Até hoje não tive a oportunidade de conhecer a escrita do autor, mas fiquei sabendo que suas histórias são extremamente boas. Vou anotar a dica de Suicidas e fazer a leitura quando me surtir uma oportunidade, amei sua resenha! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Sempre vejo muitos elogios à escrita do Raphael Montes, mas admito que é um autor que não me desperta a menor curiosidade de ler.
    Fico feliz que você tenha gostado tanto da leitura e que o final tenha sido surpreendente para você. No entanto, o fato de ser um livro de terror/ suspense e esse lado obscuro do ser humano que o autor ressalta em suas obras fazem com que eu não sinta curiosidade de ler.
    De qualquer forma, vou passar a dica, mas amei a sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oiee
    Não vejo a hora de ler esse livro, espero gostar também kk adoro livros com essa temática. Espero me surpreender com o final também. ADorei a resenha.
    Bjos, Bya! Oiie
    Não vejo a hora de ver, ainda não tive tempo, mas vou em breve, já que amo HP. Espero gostar. Gostei da sua opinião, entendo porque é uma produção amadora, mas deve ser bem divertido mesmo como vc mencionou.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  12. Esse é o único livro da Raphael que ainda não li.
    Adoro os enredos que o autor cria, e são sempre assim ,
    visceral que explora o lado negro do ser humano.

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Troquei esse livro recentemente e estou louca para lê-lo
    Não dei muito certo com O Vilarejo, mas quero dar outra chance ao autor, pela sua resenha esse livro é simplesmente foda e não tem como não gostar

    ResponderExcluir

imagem-fundo imagem-logo